Assesp vai a Brasília para o encontro da Anepol

A presidente da Associação dos Escrivães de Polícia Civil do RN (Assesp/RN), Carolina Campos, acaba de voltar de Brasília-DF, onde participou do encontro da Associação Nacional dos Escrivães de Polícia Civil (Anepol). A entidade é composta por representantes de dez estados do Brasil e o evento ocorreu nos dias 19 e 20 deste mês. Atualmente, Carolina ocupa o cargo de diretora jurídica da entidade nacional. 

O encontro contou com vasta programação, começando com uma palestra de Itamir, presidente da Feipol norte (Federação interestadual dos policiais civis), sobre o projeto da Lei Orgânica da Cobrapol (Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis). Na parte da tarde, o próprio presidente da Cobrapol, André Gutierrez, esteve presente, assim como outros membros da confederação. Na ocasião, o presidente da Anepol, Marcos Rodrigues, de Pernambuco, manifestou o interesse em participar dos debates sobre a proposta da Lei Orgânica que propõe tanto a unificação dos cargos de agentes e escrivães quanto à carreira única. A medida é vista como uma forma de ascensão na carreira policial, que possibilitaria inclusive o alcance do cargo de delegado.

A Anepol manifestou ainda o interesse em integrar a União dos Policiais do Brasil (UPB), que reúne policiais das forças de segurança de todo país. E tem como principal pauta atualmente a reforma da previdência. Uma reunião foi organizada e nela foram traçadas algumas estratégias para combater as injustiças na reforma proposta pelo Governo Federal. 

Ainda em Brasília, Carolina Campos aproveitou para visitar representantes da classe política. Em visita ao deputado federal Walter Alves ela agradeceu pela destinação de emendas parlamentares direcionadas à Polícia Civil, o que possibilitará a informatização da instituição. A presidente reforçou o pedido de apoio na frente de segurança pública e mais investimentos na polícia investigativa.

O deputado Benes Leocádio também foi visitado e ouviu da presidente da Assesp os anseios dos escrivães de polícia quanto à reforma da previdência, além do pedido de mais apoio para a Polícia Civil. "Nós acreditamos que com a priorização de investimento na polícia investigativa, poderemos alcançar melhores resultados na elucidação de crimes e redução da impunidade", ressaltou Carolina. 

A representante dos escrivães potiguares esteve também com o senador Jean Paul Prates. A ele, a presidente pediu sensibilidade quanto as causas da segurança pública em geral, a defesa dos policiais civis na reforma da previdência, assim como da manutenção dos descontos em folha da contribuição associativa mensal, gravemente atacada pela Medida Provisória 873. Os parlamentares do RN, sem exceção, asseguraram o empenho na causa da segurança e na defesa dos escrivães de polícia.

Veja o vídeo.

 

Associação dos Escrivães de Polícia Civil do  RN

Rua Madre Vasconcelos, 1884, Candelária, Natal RN - assesprn@gmail.com -  Contato: (84) 3206-5821 (Whatsapp)