Escrivães deliberam por movimento na Degepol

Em assembleia ocorrida na noite de ontem (24), com a presença virtual de 54 associados, os escrivães de Polícia Civil deliberaram por realizar uma mobilização na Degepol a ser informada em data próxima.


O motivo da mobilização é apresentar o sentimento de profunda indignação com a imposição do uso do PJe aos escrivães. "Além de considerarmos um abuso do TJRN em impor abruptamente o uso da ferramenta do Poder Judiciário, os escrivães têm sofrido pressões e ameaças para se cadastrarem no sistema, que está legalmente fora de nossas atribuições. A mesma indignação se estende a muitas outras coisas impostas. Os escrivães estão cansados e sobrecarregados, impor mais uma atribuição ao cartório vai atrasar mais ainda o trabalho da Polícia Civil como um todo, já que os atos da Polícia judiciária são formalizados via de regra pelos escrivães", afirma a presidente da Assesp, Carolina Campos.


Cabe ressaltar que temos senão o menor, certamente um dos menores efetivos do país, somos 182 escrivães no RN, e o menor índice percentual de ocupação de cargos dentro da PCRN e não temos condições de aceitar mais atribuições, notadamente as que divergem das estatutárias. Também por isso, muitos escrivães sofrem de transtornos psicológicos e físicos decorrentes da extenuante atividade laboral.


Informamos aos escrivães que em breve teremos a data da nossa mobilização





179 visualizações

Associação dos Escrivães de Polícia Civil do  RN

Rua Madre Vasconcelos, 1884, Candelária, Natal RN - assesprn@gmail.com -  Contato: (84) 3206-5821 (Whatsapp)